Você é como o cigarro, me faz bem e mal ao mesmo tempo. Será que me entende? Você acalma minha mente. Alivia a minha dor. Mas depois, você me faz mal, causa minha morte aos poucos. E sabe o que é mais complicado nessa história? Eu sou viciada em você, já tentei largar várias vezes, mas sempre a sensação que você me dá, é melhor que a de ficar sem você.
Ana Lua.  

eu sei que tudo nessa vida acaba,

mas quero me acabar com você.

Na boa, telefona pra ela. Ela vai ficar feliz, e você também vai, pode apostar. É uma ótima garota.
Gabito Nunes.

leiam.

Bom, eu nunca fui uma pessoa de paciência elevada, e não é a primeira vez que vejo que me plagiaram.. Só acho que se pelo menos vai pegar o texto, coloca os devidos créditos. Bom, eu não pretendo publicar mais textos. Sei lá, isso é muito chato e acho desnecessário tbm. Reblogar/dar like não é o suficiente se gostou do texto?! Tem que plagiar?! Enfim, é isso, obg p quem leu, e quem não leu também. 

Eu sinceramente estou perdendo a paciência com isso! ‘-‘ 

Anonymous: você foi plagiada por on-repairs olha aqui logo o primeiro texto.. lá em > ele a melhor parte de mim tagged/sentindo

’-‘ 

Sério, tô perdendo a paciência com isso ‘-’ já tenho muita.. 

obrigada anoni. 

Porque eu sei que é amor, eu não peço nada em troca. Porque eu sei que é amor, eu não peço nenhuma prova. Mesmo que você não esteja aqui, o amor está aqui agora. Mesmo que você tenha que partir, o amor não há de ir embora. Eu sei que é pra sempre enquanto durar, e eu peço somente o que eu puder dar. Porque eu sei que é amor, sei que cada palavra importa. Porque eu sei que é amor, sei que só há uma resposta. Mesmo sem porquê eu te trago aqui, o amor está aqui comigo. Mesmo sem porquê eu te levo assim, o amor está em mim, mais vivo. Eu sei que é pra sempre enquanto durar e eu peço somente o que eu puder dar, porque eu sei que é amor.
Titãs. 
Eu quero te amar perdidamente, amor. Eu quero você. Todinho. Quero que seu coração seja inteiramente meu. Eu quero acordar e saber que tenho você. Quero te olhar nos olhos e dizer que eu o amo, mais do que amo sua boca pequena. E você sabe como ela é linda. Quero te beijar. E beijar. Beijar o tempo todo. Quero que seu cheiro fique no cobertor. Te dar a certeza de que estou com você de verdade, e quero me sentir segura contigo. Quero deitar no teu peito e acalmar meu coração. Encontrar em você o lugar de repouso desse mundo cansativo que não para pra ver que todo mundo está correndo pra garantir o futuro de alguém que vai correr pra garantir o futuro de outro alguém, e ninguém está vivendo o presente. Mas eu quero viver o presente. Eu quero me entregar a você. Quero viver o pra sempre. Porque o pra sempre se faz do presente, dos instantes. Quero que me ame. Quero que diga isso, exaustivamente. Eu te quero, amor. Como nunca quis ninguém. Escrevo isso não pra ser lida, mas porque preciso escrever. Porque o escrito é a forma menos complicada que minha alma tem de pôr os sentimentos em ordem. Eu te amo. Eu te quero. Quero mais. Quero agora. Quer? Vem.
A menina e o violão. 
Metade de mim já se alterou, mas a outra metade é a mesma, metade de mim é multidão, outra metade é solidão, metade de mim é só risos, outra metade é só pranto, metade de mim é só amor, outra metade é só frieza, metade de mim já morreu, outra metade, sobreviveu. Metade de mim é só inocência, outra metade pura malícia, metade de mim é ironia, outra metade é sinceridade, metade de mim é bastidor, outra metade, é protagonista, metade de mim é palhaçada, outra metade, é seriedade, metade de mim é desastrada, outra metade é delicada, metade de mim já se foi, outra metade, ficou mais forte, metade de mim é preto e branca, outra metade é colorida, metade de mim é permanente, outra metade, de repente, metade de mim é igualdade, outra metade é diversidade, metade de mim virou pedra, outra metade, floresceu, metade de mim é só ruídos, outra metade é só silêncio. Porque metade de mim é todo mundo, mas a outra, absolutamente ninguém.
Jhennfer Wernek 
Desculpa, ok? Desculpa se eu não dei o meu melhor. Desculpa se eu fui orgulhoso. Desculpa se as vezes que eu te fiz chorar foram maiores do que as que eu te fiz sorrir. Desculpa se eu sempre fui egoísta e procurei fazer o melhor pra mim esquecendo do que era melhor pra ti. Desculpa se eu desisti… Mas não foi só de nós. Eu desisti de mim também. Desculpa se eu desejei tantas vezes nunca ter te conhecido. Desculpa se nunca me mostrei agradecido por todo o bem que você me proporcionou. Desculpa se eu te ignorei quando tu veio atrás, desculpa se eu não li quando você escreveu, não atendi quando você ligou, não respondi quando você mandou mensagem. Desculpa por ser assim. Desculpa se eu fui irritante. E convencido. Desculpa se eu deixei meu medo impedir que algumas coisas acontecessem. Desculpa minha falta de confiança. Desculpa por me afastar do nada. Desculpa por te ignorar de propósito. Desculpa por fazer algumas coisas com a intenção de te machucar. Desculpa pelas crises de ciúme. Desculpa por ser criança e desculpa pelas infantilidades. Desculpa por descontar em você coisas que não tinham nada a ver. Desculpa por te pedir pra esquecer e depois correr atrás te fazendo lembrar. É tarde, mas eu não ligo. Não muda nada, mas mesmo assim… Desculpa por tudo.
Vinícius Kretek.